vai-e-faz_720x90
Destaque Últimas Notícias

Em CG, velório de agricultor é interrompido após suspeita de homicídio

Reprodução: TV Borborema

O velório do agricultor, José Romão de Freitas de 61 anos, que estava acontecendo no sítio Lucas, zona rural de Campina Grande, foi interrompido nesta segunda-feira, 01, logo depois que surgiu a suspeita que o homem havia sido vítima de um homicídio.

O corpo foi levado para o Núcleo de Medicina e Odontologia Legal (Numol) de Campina Grande, onde passou por necrópsia. O Numol confirmou que a vítima sofreu um traumatismo craniano antes de morrer.

De acordo com informações da filha do agricultor em entrevista ao programa “A Patrulha da Cidade”, da TV Borborema, a família acreditava que a morte havia ocorrido provocada por um ataque cardíaco, mas em seguida ela confirmou que em um momento de atrito na noite de réveillon seu José foi empurrado por cima de umas pedras bem em frente a casa onde vivia.

O caso está sendo investigado pela delegacia de homicídios, já que é considerado homicídio culposo, onde não há intenção de matar.

“Foram ouvidas várias pessoas da família que relataram que houve o atrito, visto que o seu José tomava medicamento controlado e nesta noite teria bebido e com isto ficado transtornado provocando pessoas da família e ao puxar a faca para a filha, o genro o empurrou e foi nesse momento que ele caiu e bateu a cabeça”, detalhou a delegada de homicídios, Ellen Maria.

Hoje o corpo voltou a ser velado e foi enterrado pela família no cemitério São Judas de Tadeu, no bairro Cruzeiro, em Campina Grande.

Da Redação

 

vai-e-faz_720x90
▉ Publicidade
▉ Publicidade
▉ Colunista
▉ Publicidade
▉ Publicidade
▉ Publicidade