vai-e-faz_720x90
Destaque

Drogas e vacinas não irão derrotar a dengue, diz médico infectologista

É ilusão esperar que o desenvolvimento de vacinas e medicamentos acabem com a Dengue e Zika, segundo o médico infectologista Michael Callahan, da Escola Médica de Harvard. Para ele, as interações complexas entre os diferentes vírus que causam ambas as doenças provavelmente inviabilizam o esta ação. O melhor caminho seria investir em tecnologias de combate ao transmissor das moléstias, o Aedes aegypti.

Calllahan é o executivo-chefe da Fundação Zika, cujo objetivo é arquitetar parcerias internacionais que sejam eficazes no combate à doença. Ele esteve em Piracicaba (interior de São Paulo) para conhecer a fábrica de mosquitos geneticamente modificados da empresa biotecnologia Oxitec.

“Os resultados que eles nos mostraram aqui parecem bastante promissores, e já tivemos algumas ideias a respeito de como otimizar o processo e torná-lo escalável. Ou seja, para que a produção seja descentralizada e ajustada de acordo com o tamanho de cada cidade”, disse o médico em entrevista à Folha UOL.

vai-e-faz_720x90
▉ Publicidade
▉ Publicidade
▉ Colunista
▉ Publicidade
▉ Publicidade
▉ Publicidade