vai-e-faz_720x90
Destaque

Consumidores da Energisa tem a opção de Tarifa Branca neste mês

Foto: Reprodução

As distribuidoras de energia de todo o Brasil passarão a oferecer, a partir desse ano de 2018, a Tarifa Branca, uma nova opção de cobrança que dá ao cliente a possibilidade de pagar valores diferentes de tarifa.A medida não é obrigatória e vai beneficiar, principalmente, quem conseguir adequar o seu consumo, reduzindo o uso de energia no período de pico.

Para os clientes que aderirem à nova modalidade, o valor da tarifa vai variar de acordo com os horários de pico, intermediário, compreendendo intervalos antes e/ou depois do horário de pico, e período de menor consumo.

Nos dois primeiros, a energia é mais cara em função da maior demanda. Já no último é mais barata. Na prática, no horário de ponta, a tarifa é cinco vezes maior do que fora de ponta e, no intermediário, é três vezes maior. Nos finais de semana e feriados, apenas a tarifa fora de ponta será aplicada.

Hoje há apenas a tarifa convencional, que tem um valor único (em R$/kWh) cobrado pela energia consumida e que não muda de acordo com o período do dia.

A Tarifa Branca será um incentivo para que alguns consumidores desloquem o consumo dos períodos de ponta para aqueles em que o consumo é menor.

“Quanto mais o cliente reduzir o consumo em horários em que a energia é mais cara e ampliar o uso no horário fora de ponta, mais vantajosa será a Tarifa Branca. É uma decisão que precisa ser muito bem avaliada, pois se o cliente optar pela mudança, mas mantiver o uso de energia nos horários de maior demanda ou mesmo se descuidar no deslocamento do consumo para a fora ponta em alguns dias, ele pagará um valor final mais alto”, explica Cleyson Jacomini, Diretor Comercial do Grupo Energisa.

vai-e-faz_720x90
▉ Publicidade
▉ Publicidade
▉ Colunista
▉ Publicidade
▉ Publicidade
▉ Publicidade