vai-e-faz_720x90
Destaque

Brasileiro detido na Venezuela é expulso do país

Foto: Reprodução

Após quase dez dias detido em Caracas, o brasileiro Jonatan Moisés Diniz, de 31 anos, foi liberado, neste sábado (6) pelo governo venezuelano e já embarcou num voo rumo a Miami, onde vive. No Twitter, o chanceler brasileiro Aloysio Nunes confirmou a libertação, citando sua expulsão.

“O incidente envolvendo o brasileiro Jonatan Moisés Diniz foi encerrado, com sua expulsão da Venezuela”, disse Aloysio.

Na manhã deste sábado, o Itamaraty recebeu informações de que o governo avaliava expulsar Jonatan do país. Mas à tarde, o Itamaraty foi comunicado que o brasileiro estava em um voo para os EUA. Ainda não foram divulgadas informações sobre os motivos que levaram à prisão do brasileiro e nem detalhes sobre a decisão de soltá-lo.

A saída só foi possível graças aos “intensos esforços” do Ministério das Relações Exteriores através da embaixada e consulado em Caracas”, explicou uma fonte brasileira.

AGRADECIMENTO NAS REDES SOCIAIS

No Facebook, onde fez uma campanha pela inocência do filho, Renata Diniz agradeceu neste sábado a todos que ajudaram sua libertação: “Aproveito este espaço para agradecer cada palavra, cada atitude e cada abraço de todos que não mediram esforços: Itamaraty, direitos humanos, embaixada, políticos, religiosos, família, amigos, pessoas influentes e outras que continuam firme em nossa campanha”.

Jonatan estava detido desde o fim do ano passado na sede central do Serviço Bolivariano de Inteligência (Sebin), na capital venezuelana.

vai-e-faz_720x90
▉ Publicidade
▉ Publicidade
▉ Colunista
▉ Publicidade
▉ Publicidade
▉ Publicidade