vai-e-faz_720x90
Últimas Notícias

Novo vídeo complica Berg Lima, na vésperas de novo depoimento

Um vídeo entregue ao Ministério Público da Paraíba (MPPB), nesta terça-feira (9), com suposta tentativa de extorsão, deve complicar mais a vida do prefeito afastado de Bayeux, Berg Lima. O material foi repassado ao Grupo de Atuação Especial de Repressão ao Crime Organizado (Gaeco) pelo empresário João Paulino de Assis, do Sal & Pedra Receptivo.

Segundo informado pelo jornalista Suetoni Souto Maior, em seu blog, as imagens foram feitas cinco dias antes do flagrante que resultou na prisão do gestor, em 5 de julho. O novo vídeo põe por terra também a tese da defesa de Berg Lima de que ele teria recebido o dinheiro, no flagrante acompanhado pelo Ministério Público, como parte do pagamento de empréstimo feito ao empresário.

As cenas gravadas por João Paulino mostram, inclusive, a indignação do prefeito por ter autorizado pagamento de parcela da dívida e não ter recebido em dia o valor cobrado do empresário. Ao todo, o empresário tinha a receber R$ 77 mil da Prefeitura de Bayeux, fruto do fornecimento de produtos durante a gestão de Expedito Pereira.

Segundo a denúncia, o prefeito aceitou fazer o pagamento parcelado, desde que houvesse a contrapartida de R$ 11,5 mil a serem pagos pelo empresário.

O empresário narra que recebeu R$ 21 mil e pagou R$ 5 mil como recompensa, porém, admite, na conversa com Berg Lima que falhou ao receber a segunda parcela, no valor de R$ 16 mil, e não ter pago os R$ 3 mil prometidos. Na conversa, o prefeito demonstra irritação e diz que a dívida “acumulou”.

Ao Ministério Público, Paulino disse não ter repassado estas informações anteriormente porque elas tinham sido captadas sem o conhecimento do órgão. Por conta disso, ele achava que elas poderiam não ter validade jurídica.

Prisão

A prisão de Berg aconteceu em julho, durante operação coordenada pelo Gaeco. A data foi a combinada na semana anterior entre Berg e Paulino para o pagamento da última parcela que o empresário diz ter prometido para receber pelas dívidas em aberto da prefeitura.

Com o novo vídeo, o Ministério Público deve convocar as testemunhas de Berg Lima, no processo que transcorreu na Câmara de Bayeux, para novo depoimento. Se houve entendimento de que alguém mentiu para ajudar o prefeito, ele poderá ser processado por falso testemunho.

O vídeo e a conversa podem ser conferidos aqui

Comentários

deixe seu comemtário

vai-e-faz_720x90
▉ Publicidade
▉ Publicidade
▉ Colunista
▉ Tempo
Tempo em Campina Grande
27°
20°
tiempo.com  +info
▉ Facebook
▉ Publicidade
▉ Publicidade
▉ Publicidade