vai-e-faz_720x90
Destaque

Denúncia de pedofilia contra Dom Aldo é arquivada por falta de provas

Dom Aldo Pagotto. Foto Reprodução

O Conselho Superior do Ministério Público homologou o arquivamento do procedimento investigatório criminal contra o arcebispo emérito da Paraíba, Dom Aldo Pagotto, e outros padres e monsenhores.

Os religiosos eram acusados de manterem relações sexuais com menores de 14 anos e seminaristas. A decisão, por unanimidade, foi tomada na 15ª reunião ordinária do conselho, realizada na última quinta-feira (9) e publicada no Diário do Ministério Público do dia seguinte.

Conforme o termo de homologação de arquivamento, a denúncia contra Dom Aldo foi arquivada a pedido do relator do processo, o procurador Francisco Sagres Macedo Vieira, que considerou não haver provas suficientes que comprovassem o crime e justificasse o prosseguimento do feito.

Um dos pontos atacados diz respeito ao fato de que o único autor da denúncia que era menor de 18 anos à época da ocorrência do suposto crime não representou contra Dom Aldo pela prática de pedofilia enquanto era ainda menor. E os demais que denunciariam o arcebispo eram maiores de idade na época.

Da Redação com Jornal da Paraíba

Comentários

deixe seu comemtário

vai-e-faz_720x90
▉ Publicidade
▉ Publicidade
▉ Publicidade
▉ Publicidade
▉ Colunista
▉ Tempo
Tempo em Campina Grande
30°
19°
tiempo.com  +info
▉ Facebook
▉ Publicidade
▉ Publicidade
▉ Publicidade